Última hora

Última hora

Inocentado suspeito do atentado de Omagh em 1998

Em leitura:

Inocentado suspeito do atentado de Omagh em 1998

Tamanho do texto Aa Aa

O electricista Sean Hoey foi inocentado das acusações de homicídio de 29 pessoas no atentado bombista de Omagh em 1998, o pior de sempre na Irlanda do Norte. O juíz que conduziu o processo em Belfast considerou insuficientes as provas fornecidas pela acusação, essencialmente baseadas numa tecnologia recente de testes de ADN.

Os familiares das vítimas mostraram consternação e cólera pela absolvição. O marido de uma das vítimas diz que Hoey “tem algum grau de culpabilidade; é um dos conspiradores na origem do atentado. Podem não conseguir prová-lo, mas é essa a sua opinião”.

O ataque de 15 de Agosto de 1998, que fez ainda duzentos feridos, foi reivindicado pelo “IRA Autêntico”, facção dissidente do Exército Republicano Irlandês. O tribunal de Belfast criticou o trabalho dos peritos da polícia, que acusou de má conduta durante a investigação.

Hoey foi ilibado de todas as acusações relativas a este atentado e também a uma série de ataques cometidos entre 1998 e 2001.