Última hora

Última hora

Moscovo consolida controlo da distribuição do gás para o ocidente

Em leitura:

Moscovo consolida controlo da distribuição do gás para o ocidente

Tamanho do texto Aa Aa

Rússia, Turcomenistão e Cazaquistão assinaram esta quinta-feira um contrato para a construção de um gasoduto que vai permitir a Moscovo conservar o controlo da distribuição do gás asiático para o ocidente.

O documento foi assinado no decorrer de uma reunião entre o presidente russo, Vlamidir Putin, e o seu homólogo cazaque, Nursultan Nazarbaiev.

A assinatura do acordo intergovernamental estava inicialmente prevista para Setembro. Os analistas afirmam que este adiamento se deveu ao facto de a Rússia e o Turcomenistão terem estado a negociar um acordo sobre os preços a aplicar.

O gasoduto tem como objectivo encaminhar o gás turcomano para a Rússia. Chamado gasoduto do Cáspio, deverá estar terminado no final de 2010 e deverá ser responsável pela exportação de 20 mil milhões de metros cúbicos de gás por ano, ou seja metade do consumo de gás anual de um país com perto de 50 milhões de habitantes.

O monopólio russo Gazprom, que tem pressionado as autoridades para uma conclusão rápida do acordo, compra actualmente a maior parte da produção turcomana, ou seja 50 mil milhões de metros cúbicos por ano, bem como o gás cazaque, que exporta depois para a Ucrânia e para os países do ocidente.