Última hora

Última hora

Polícia espanhola pede detenção de regressado de Guantánamo em Londres

Em leitura:

Polícia espanhola pede detenção de regressado de Guantánamo em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

Horas depois de ter chegado ao Reino Unido, um dos três prisioneiros libertados de Guantánamo, voltou a ser detido.

Trata-se de Jamil-el Banna, um jordano de 45 anos sob quem pende um mandado de captura emitido pela polícia espanhola, por alegados actos de terrorismo.

Banna estava na prisão de alta segurança norte-americana em Cuba desde 2002, altura em que foi capturado no Gana.

Os outros dois prisioneiros que regressaram ontem à Europa são um líbio, identificado como Omar Degayes e um argelino, Adenur Samuer. O grupo, descrito como perigoso pelos Estados Unidos tinha sido detido no âmbito de operações anti-terroristas.

O regresso dos três homens ao Reino Unido está a levantar contestação depois de o Governo ter aceitado acolher residentes estrangeiros. Pauline Neville Jones, membro do Partido Conservador afirma que “é muito bom para os interesses ocidentais que Guantánamo não fique aberta nem mais um dia que o necessário” acrescentando que “Uma questão separada é o que fazer com as pessoas que estão a regressar a este país. Lembremo-nos que eles são residentes mas não são nacionais, por isso temos algumas opções”

Washington não revela o motivo pelo qual decidiu libertar os detidos, a pedido da Grã-Bretanha.

A Casa Branca é cada vez mais contestada internacionalmente pelas políticas de detenção que a actual administração norte-americana aplica em Guantánamo.