Última hora

Última hora

Partido Comunista volta a denunciar fraudes nas legislativas russas

Em leitura:

Partido Comunista volta a denunciar fraudes nas legislativas russas

Tamanho do texto Aa Aa

É uma manifestação contra o Kremlin que contou com uma forte presença das autoridades russas. Mais de 2000 polícias e militares foram mobilizados para controlar cerca de 1000 manifestantes do Partido Comunista russo, reunidos no centro de Moscovo.

O protesto foi convocado para mais uma vez denunciar fraudes nas legislativas de 2 de Dezembro e exigir uma revisão dos resultados.

O líder do partido e candidato às presidenciais de Março de 2008 aproveitou a ocasião para lançar a campanha comunista. Guennadi Zyuganov diz que “tudo o que o poder actual fez de bem foi conseguido com a manipulação da informação e o petróleo”. Os comunistas propõem o que classifica de “um verdadeiro programa, realizado por uma equipa sólida”. Zyuganov acrescenta que querem “uma verdadeira rivalidade política”.

O Partido Comunista conquistou 12 por cento dos votos nas legislativas, muito longe dos 64 por cento da formação Rússia Unida do presidente Vladimir Putin.

Uma manifestante afirma que “muitos jovens começam a compreender o que representa o actual regime e, portanto, vão desafiá-lo com os partidos da oposição, seja os comunistas ou outros”.

Zyuganov, líder da principal força da oposição na Duma, figura entre a lista de candidatos presidenciais aceites pela Comissão Eleitoral russa.