Última hora

Última hora

Desfile de dirigentes mundiais no Afeganistão em visitas surpresa às tropas

Em leitura:

Desfile de dirigentes mundiais no Afeganistão em visitas surpresa às tropas

Tamanho do texto Aa Aa

Hamid Karzai, o presidente do Afeganistão, tem tido bastante trabalho ao nível protocolar nos últimos dias.

Os chefes de Estado de um lado e do outro do planeta não páram com as visitas surpresa.

Este domingo foi a vez de Romano Prodi, o chefe de governo italiano, visitar as tropas transalpinas estacionadas no território no quadro da ISAF, a Força Internacional de Assistência e Segurança, sob comando da NATO.

Prodi foi desejar bom Natal e bom ano novo aos dois mil soldados italianos, numa altura em que o país pode juntar-se ao rol de nações, como o Canadá e a Holanda, que podem retirar as tropas até ao final de 2008.

Antes de Prodi, outras duas visitas de peso obrigaram o chefe de Estado afegão a empenhar-se nas cerimónias de recepção.

Kevin Rudd, novo primeiro-ministro australiano trabalhista, eleito a 24 de Novembro, foi o primeiro e tirou todas as dúvidas – a Austrália mantém o contingente militar no terreno.

Depois foi a vez do presidente francês. Nicolas Sarkozy que aproveitou também a ocasião para manifestar a intenção de reforçar as tropas, sem no entanto, revelar um calendário específico.