Última hora

Última hora

Natal é uma prenda para Belém

Em leitura:

Natal é uma prenda para Belém

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade cisjordana de Belém prepara-se para um Natal como há muito não se via. Desde o início da segunda Intifada, no ano 2000, que o turismo se encontrava em queda na localidade onde nasceu Jesus, de acordo com a tradição cristã.

Os recentes acordos passados entre a Autoridade Palestiniana e o Estado Hebreu permitiram às forças fiéis a Mahmoud Abbas controlar Belém. 1500 homens asseguram, nesta quadra natalícia, a tranquilidade dos turistas que regressaram em força. É o caso de uma peregrina polaca que diz concretizar o sonho de toda uma vida, visitar a cidade-berço de Cristo no Natal.

Os indicadores económicos de Belém encontram-se no verde esta semana. De acordo com a edilidade esperam-se 30 a 40.000 visitantes, o dobro do ano passado. Uma previsão que é confirmada pelos comerciantes palestinianos. Este ano está a revelar-se bastante melhor do que os anteriores e, claro, espera-se que assim continue, afirmam.

Mas o esplendor recuperado por Belém nesta quadra limita-se às artérias principais e aos pontos turísticos. Os cânticos entoados pelos crentes não chegam ainda às ruelas esquecidas pelos peregrinos numa cidade onde a taxa de desemprego ultrapassa os 50 por cento.