Última hora

Última hora

Belgrado ameaça renunciar à UE se for reconhecida a independência do Kosovo

Em leitura:

Belgrado ameaça renunciar à UE se for reconhecida a independência do Kosovo

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento sérvio aprovou por esmagadora maioria uma resolução que poderá conduzir Belgrado a renunciar à integração europeia se os ocidentais reconhecerem a independência do Kosovo, o que já parece irreversível. Este projecto é fruto de um compromisso entre o Partido Democrático do presidente pró-europeu Boris Tadic, e do Partido Democrático da
Sérvia do primeiro-Ministro nacionalista Vojislav Kostunica.

O processo acelerou depois dos albaneses do Kosovo, apoiados por Washington e pelos principais países europeus, indicaram que proclamarão no início do próximo ano a independência da província sérvia administrada pela ONU desde o final do conflito de 1998-1999.

O projecto de resolução condena sem apelo o plano da UE de enviar uma missão civil para o Kosovo em substituição da ONU. A UE não pode enviar a sua missão para o Kosovo sem uma “decisão adequada no Conselho de Segurança”, lê-se no projecto de resolução.

Em contrapartida aparece como um “roteiro” que a Sérvia deverá executar em caso de independência do Kosovo, estipula muito claramente que Belgrado procederá a um “reexame” das relações com todos os países ou organizações que reconheçam essa independência.