Última hora

Última hora

Filho e marido sucedem a Benazir Bhutto na chefia do partido

Em leitura:

Filho e marido sucedem a Benazir Bhutto na chefia do partido

Tamanho do texto Aa Aa

O filho de 19 anos e o marido de Benazir Bhutto são os novos chefes do Partido do Povo Paquistanês (PPP). Bilawal Zardari vai partilhar com o pai, Asif Ali Zardari, a presidência do partido até acabar os estudos em Oxford.

Após a primeira reunião do PPP depois do assassinato de Bhutto, os novos chefes comunicaram também que o partido vai participar nas legislativas de 8 de Janeiro. Mas nenhum dos dois líderes será candidato a primeiro-ministro. O lugar é para Makhdoom Amin Fahim, até agora vice-presidente do partido.

Num primeiro comentário à sua nomeação, Bilawal agradeceu a confiança e prometeu continuar a ser o símbolo da federação, continuar a histórica luta do partido a favor da democracia e recordou as palavras da mãe: “A democracia é a melhor vingança”.

Com o assassinato de Benazir Bhutto, mantém-se a incerteza sobre a realização das legislativas. O partido que apoia o presidente Musharraf suspendeu a campanha eleitoral. Enquanto Nawaz Sharif, um dos líderes da oposição, renunciou hoje ao plano de boicotar o escrutínio, depois de conhecer a decisão do PPP.

O Paquistão começa a recuperar da violência que paralisou o país, após o atentado de quinta-feira. Desde então, morreram cerca de 40 pessoas. A calma ainda não regressou totalmente e nas ruas mantêm-se vivos os sinais dos confrontos.

Hoje terminaram os três dias de luto nacional, mas não a polémica em torno da morte da ex-primeira-ministra. A oposição contesta a versão do governo e o PPP pede uma investigação à ONU.