Última hora

Última hora

A entrada de 2008 foi festejada em todo o planeta

Em leitura:

A entrada de 2008 foi festejada em todo o planeta

Tamanho do texto Aa Aa

No Rio de Janeiro a praia de Ipanema foi pequena para acolher perto de dois milhões de pessoas. Quinze minutos de fogo de artifício e vários grupos musicais deram as boas-vindas ao ano novo. Em Nova Iorque uma das últimas cidades a abrir as portas ao Ano Novo, o ponto de encontro deu-se em Times Square onde a tradicional bola de cristal celebrou cem anos, o pontapé de saida foi dado pelo presidente da câmara Michael Bloomberg.

Em Londres ao pé do inconfundível Big Ben a festa foi igualmente de luz e cor, ceca de 700 mil pessoas celebraram aqui a passagem do ano novo. A polícia deteve 120 pessoas por distúrbios devido ao excesso de álcool. Em Paris, o champanhe correu dos Campos Elísios ao Arco do Triunfo e todos se desejaram um Feliz Ano Novo. Em Moscovo os olhares estiveram uma vez mais virados para o “Kurante”, o gigantesco relógio da Praça Vermelha. Cinco minutos antes das doze badaladas a noite de São Silvestre ficou também marcada pelo discurso de Vladimir Putin, que deverá abandonar a presidência, em princípio, em Março.

A contrastar fortemente com a neve de Moscovo esteve o calor de Vezena e um beijo colectivo a que mais de 60 mil pessoas quiseram submeter-se na célebre praça de S. Marcos. A operação foi designada “Love 2008” com votos para que o Ano Novo comece por um gesto de paz e fraternidade.