Última hora

Última hora

Comissão Eleitoral Paquistanesa anuncia amanhã se adia eleições

Em leitura:

Comissão Eleitoral Paquistanesa anuncia amanhã se adia eleições

Tamanho do texto Aa Aa

As eleições legislativas no Paquistão, previstas para 8 de Janeiro, vão ser adiadas, provavelmente para Fevereiro.

O porta-voz da Comissão Eleitoral paquistanesa considerou hoje impossível manter a data inicial face à vaga de violência que assola o país desde o assassínio da candidata da oposição Benazir Butto, na semana passada.

Kunwar Dilshad afirmou que “em princípio os partidos políticos vão ser consultados, já recebemos todos os relatórios dos governos provinciais, são eles que vão tomar a decisão final”.

A data definitiva das eleições só vai ser anunciada amanhã pela Comissão Eleitoral, no mesmo dia em que o presidente Musharraf vai dirigir-se ao país pela primeira vez desde o assassino de Butto.

Os partidos da oposição recusam o adiamento do sufrágio, ameaçando convocar protestos. Nos media e nas ruas, as opiniões dividem-se quanto à forma como o sufrágio poderá penalizar o regime de Musharraf, acusado de cumplicidade no assassínio de Butto.

Em Islamabad um habitante defende o adiamento das eleições para, “dar tempo aos partidos de preparar o escrutínio”. Em Carachi um habitante considera que, apesar da vaga de violência que varreu a província de Sindh, “as pessoas tentam retomar a vida normal”.

Até agora 58 pessoas morreram na sequência dos protestos que sucederam à morte de Benazir Butto. Os partidários de Musharraf esperam que o adiamento do escrutínio possa acalmar o descontentamento contra o presidente.