Última hora

Última hora

Pré-campanha para as presidenciais nos Estados Unidos

Em leitura:

Pré-campanha para as presidenciais nos Estados Unidos

Tamanho do texto Aa Aa

A corrida à Casa Branca abriu oficialmente, esta semana. Os candidatos de hoje talvez não sejam os finalistas de amanhã, mas por enquanto todos sorriem como se o pé direito avancasse já para a famosa Sala Oval. O processo das primárias e caucus é longo e complexo. Terminará a 28 de Agosto para os Democratas e a 4 de Setembro para os Republicanos. As convenções é que designam, oficialmente, os candidatos.

Por agora, oito democratas estão na corrida para a investidura,alguns bastante conhecidos e outros perfeios desconhecidos que, daqui a pouco, voltarão ao anonimato. Os três mais famosos e que devem ganhar tanto no Iowa como nos outros Estados, são Hillary Clinton, Barak Obama e John Edwards.

Do lado republicano, sete concorrentes e im, pouco mais de incerteza: Se Mitt Romney, o milionário mormon, e Mike Huckabee, o pastor baptista devem ficar à frente, Rudolph Giuliani, favorito a nível nacional vai disputar a corrida com o veterano John McCain.

O Iowa serve de primeiro teste oficial para a popularidade dos candidatos e é, historicamente, o indicador mais fiável. Cinco dos sete últimos vencedores neste Estado conseguiram a investidura no seu partido. Aqui, como no Maine, na California, ou no Kansas, são caucus – assembleias eleitorais, feitas, precisamente à mesma hora em determinados sítios. Noutros Estados decorrem as primárias, ao longo do dia.

Oito meses de pré-campanha antes da corrida final. John Edwards, o segundo candidato democrata mais jovem, a seguir a Obama, um dos favoritos, participou em 2004 ao lado de John Kerry.

Quanto aos republicanos, a idade do mais respeitado, o senador McCain com 70 anos, pode vir a constituir um entrave, precisamente.

No total, são 15 candidatos dos dois maiores partidos sem contar com os independentes que podem vir ainda complicar a paisagem eleitoral. Para já esta vai ser a mais cara campanha presidencial da história americana.