Última hora

Última hora

OSCE atenta às eleições na Geórgia

Em leitura:

OSCE atenta às eleições na Geórgia

Tamanho do texto Aa Aa

A Geórgia vai eleger um novo presidente e pronunciar-se sobre a adesão do país à NATO, no dia 5 de Janeiro. Depois das críticas da OSCE sobre a campanha eleitoral, a presidente interina, Nino Bourdjanadzé, garantiu que as eleições presidenciais antecipadas serão “livres e honestas”.

A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa considerou que a campanha eleitoral foi manchada pelas acusações credíves da oposição ao presidente cessante, enquanto candidato.

O Presidente georgiano Mikheïl Saakachvili demitiu-se no final de Novembro para fazer campanha para a sua reeleição nesta ex-República soviética. De acordo com a Constituição, a chefia do Estado é garantida interinamente pela Presidente do Parlamento, Nino Bourdjanadzé.

Apesar de estarem cinco candidatos na corrida, apenas um parece ter hipóteses: Leván
Gachechiladze, que liderou as manifestações de Novembro passado, desencadeando a crise que levou à demissão do presidente.

Nessa altura, a polícia dispersou violentamente os opositores, o que resultou em nove dias de estado de emergência e na convocação de eleições antecipadas.