Última hora

Última hora

Paquistão marca eleições para Fevereiro

Em leitura:

Paquistão marca eleições para Fevereiro

Tamanho do texto Aa Aa

Islamabad anunciou esta quarta-feira a nova data para as eleições presidenciais paquistanesas.

Seis dias depois do desaparecimento da principal figura da oposição Benazir Bhutto, morta num atentado, a comissão eleitoral do Paquistão marcou o escrutínio para 18 de Fevereiro.

Segundo os analistas, o adiamento eleitoral pode renovar a onda de violência que assolou o país após a morte da antiga primeira-ministra.

A Liga Muçulmana paquistanesa, apoiante do presidente Pervez Musharraf, é favorável ao adiamento das eleições, mas os seguidores de Bhutto, querem aproveitar o clima de contestação a Musharraf e defendiam a data original de 8 de Janeiro.

Enquanto isso, o Governo autorizou a ajuda internacional à investigação da morte de Bhutto.

O exército paquistanês prossegue as operações contra combatentes islamitas no Noroeste do país junto à fronteira afegã. Segundo as tropas governamentais, após dois dias de combates morreram pelo menos 27 talibãs.

O regime de Musharraf responsabiliza os fundamentalistas islâmicos pela morte de Benazir Bhutto.