Última hora

Última hora

Kibaki disposto a dialogar sobre situação no Quénia

Em leitura:

Kibaki disposto a dialogar sobre situação no Quénia

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente Mwai Kibaki apelou esta quinta-feira ao fim da violência pós-eleitoral. O chefe de Estado fez declarações sem aviso prévio para tentar acalmar os ânimos. “Estou pronto a dialogar com as partes interessadas assim que a nação esteja calma e as temperaturas políticas sejam suficientemente baixas para compromissos construtivos e produtivos”, afirmou adiantando, “estou profundamente perturbado pela violência sem sentido instigada por alguns líderes em benefício da sua agenda política pessoal”.

Mas a oposição continua condenar o regime. Raila Odinga visitou a morgue central de Nairobi onde estão depositadas centenas de corpos resultantes dos confrontos dos últimos dias. “O que nós estamos a ver é indescritível, só o podemos descrever como genocídio, em larga escala. Vimos tantas crianças mortas”, disse o chefe partidário.

Mas as acusações de genocídio não são exclusivas da oposição. Mais de 100 deputados pro-Kibaki assinaram uma declaração onde acusam os rivais políticos de instigarem uma limpeza étnica.