Última hora

Última hora

Charles Taylor enfrenta a justiça internacional

Em leitura:

Charles Taylor enfrenta a justiça internacional

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Especial para a Serra Leoa retomou o julgamento do ex-Presidente da Libéria.
Charles Taylor é acusado de ter liderado rebeldes
da Frente Unida Revolucionária que semearam o terror na região.
Presidente da Libéria entre 1997 e 2003, Charles Taylor são imputados assassínios e mutilações de civis, escravização sexual de mulheres e de
raparigas, recrutamento forçado de crianças e de adultos para forças paramilitares.
Após um interregno de seis meses, na sequência de um adiamento em Agosto, o julgamento começou enfim na presença do réu de 59 anos, o primeiro ex-chefe de Estado africano a ser julgado por um tribunal internacional.
A acusação chamou a primeira testemunha, um perito da indústria de diamantes em África, Ian Smillie.
O procurador visionou também alguns documentos vídeo e ouviu ainda uma da vítimas de crimes.
Ao total Charles Taylor enfrenta onze acusações
entre as quais crimes contra a humanidade e delitos relacionados com o planeamento e financiamento do terror na Serra Leoa, para se apoderar das suas minas de diamantes.
O julgamento decorre em Haia a pedido da Libéria para não desestabilizar a região.