Última hora

Última hora

Eslovénia apresenta prioridades num castelo de Tito

Em leitura:

Eslovénia apresenta prioridades num castelo de Tito

Tamanho do texto Aa Aa

É no castelo de Brdo, uma das antigas residências de Tito, que a presidência eslovena recebe, esta terça-feira, a Comissão Europeia – sem Durão Barroso, que está com gripe e anulou os compromissos.

A Eslovénia sucede a Portugal. É o primeiro dos novos Estados membros a assumir uma presidência rotativa da União. O primeiro-ministro esloveno, Janez Jansa, apresenta as prioridades do seu semestre ao executivo comunitário.

A Eslovénia, antiga república jugoslava, aposta no seu peso histórico na região, e apresenta a questão do estatuto do Kosovo como uma das prioridades da sua presidência. A província separatista sérvia prepara-se para declarar a independência e a maioria dos Vinte e Sete está disposta a aceitá-la, mas a Sérvia não quer nem ouvir falar no assunto. A Eslovénia assume-se como uma ponte entre a União Europeia e os países dos Balcãs.

Quanto ao resto, a margem de manobra do governo de Ljubliana é reduzida: o calendário está previamente definido, com a ratificação do Tratado de Lisboa em primeiro plano.