Última hora

Última hora

Senegal sai à rua contra APE

Em leitura:

Senegal sai à rua contra APE

Tamanho do texto Aa Aa

Duas mil pessoas manifestaram-se, nas ruas de Dacar, contra os Acordos de Parceira Económica (APE) que a União Europeia propõe aos países da África, Caraíbas e Pacífico.

A manifestação foi organizada a pedido do próprio presidente do Senegal, país que encabeça a luta contra estes APE, como explica o deputado senegalês Khadiem Tabet: “O presidente Abdulaye Wade pediu-nos que demonstrássemos a nossa recusa em assinar os APE, porque não são benéficos para nós. É por isso que organizámos esta manifestação histórica, que simboliza o nosso desacordo.”

Estes Acordos devem substituir o regime preferencial que os Vinte e Sete tinham estabelecido com as antigas colónias e que terminou em Dezembro último, como decidiu a OMC. A Organização Mundial do Comércio considerou o regime em vigor contrário às regras do comércio livre.

Os APE prevêem a abertura mútua dos mercados europeus e africanos. Mas o Senegal, e vários outros países de África consideram não estar preparados para tal e recusam-se a assinar os Acordos.

Estimam que aquilo que exportam para a Europa não é suficiente, face a perda de direitos alfandegários dos produtos que a Europa passa a poder exportar para África. Tal como não são suficientes as compensações financeiras que a União lhes oferece.