Última hora

Última hora

Visita de Bush sob alta tensão

Em leitura:

Visita de Bush sob alta tensão

Tamanho do texto Aa Aa

Dois roquetes disparados a partir da fronteira libanesa cairam na localidade fronteiriça israelita de Shlomi a dar conta da tensão existente em véspera da primeira visita oficial de George Bush a Israel e aos territórios palestinianos para relançar o processo de paz na região.
Jerusalém está em estado de alerta. Os principais riscos nesta ocasião prendem-se com a actividade de extremistas da actual direita nacionalista
israelita, que repudiam o processo de paz que Bush preconiza desde a conferência de Annapolis, cujas manifestações não se fizeram esperar.
Reuvan Hazen analista hebreu lembra que “a actual coligação em Israel é a primeira que trouxe de volta ao parlamento uma maioria que permitiu uma série e concessões para os colonatos. Mas para que Israel possa fazer isso não precisamos na pressão do presidente norte-americano. O que nós precisamos é de um interlocutor fiável do outro lado.”
Do outro lado um analista palestiniano lembra os palestinianos “estão muito cépticos porque já assistiram a esta situação tantas vezes – Já não nos iludimos com palavras nem com boas intensões, aspiramos a feitos no terreno. Verificamos que a política de colonização continua enquanto Israel vai dizendo que vai para pôr fim a essa política.”
Na Faixa de Gaza são os activistas palestinianos que repudiam a visita de George Bush.
Mais de 10 mil polícias vão garantir a segurança do presidente.