Última hora

Última hora

Em Maio será julgado primeiro prisioneiro de Guntánamo

Em leitura:

Em Maio será julgado primeiro prisioneiro de Guntánamo

Tamanho do texto Aa Aa

Seis anos depois da chegada do primeiro prisioneiro a Guantánamo os activistas dos direitos humanos endurecem as críticas. As manifestações para que esta data não passásse em branco tiveram lugar um pouco por todo o mundo. Em Londres os activistas denunciam o facto de o presidente norte-americano ter prometido há dois anos encerrar o campo e de ainda não o ter feito.

Em Roma frente ao edifício da embaixada norte-americana o mesmo protesto, a exigência de encerramento da prisão e a libertação dos detidos cuja situação é denunciada como ilegal.

Mais de 800 homens e adolescentes conheceram as grades deste campo de prisioneiros desde que abriu portas, no dia 11 de Janeiro de 2002, sem que até ao momento tenha havido um único processo. O primeiro diante de um tribunal militar terá lugar no próximo mês de Maio.

Ao mesmo tempo alguns prisioneiros que o governo não conta julgar começaram a ser enviados para os seus países. Actualmente 275 homens estão ainda em Guantánamo sem saber o que futuro lhes reserva.