Última hora

Última hora

Chavez quer que FARC não sejam consideradas grupo terrorista

Em leitura:

Chavez quer que FARC não sejam consideradas grupo terrorista

Tamanho do texto Aa Aa

Hugo Chavez apela ao mundo para considerar a guerrilha marxista das FARC, financiada pelo comércio de cocaína, como um exército legítimo e não um grupo terrorista. O pedido do presidente da Venezuela foi proferido na Assembleia Nacional do seu país um dia depois das forças armadas revolucionárias da Colômbia terem libertado duas reféns.

“Vou dizer – mesmo que incomode alguém – as FARC e o ELN não são verdadeiros organismos terroristas. São exércitos, verdadeiros exércitos que ocupam espaço na Colômbia”, disse Chavez.

Bogotá reagiu de imediato às palavras do chefe de Estado venezuelano, através do chefe do gabinete de imprensa do presidente Álvaro Uribe, Cesar Mauricio Velasquez. “Os grupos violentos da Colômbia são terroristas porque a única que causaram foi o êxodo massivo de pessoas, dor, desemprego e pobreza”, declarou.

As Farc e o ELN usam os raptos e o cultivo e venda de cocaína como meios para financiar uma guerra de várias décadas contra o Estado colombiano. Estima-se que só as FARC tenham em seu poder mais de 700 reféns.