Última hora

Última hora

Astana assegura papel principal na exploração de Kashagan

Em leitura:

Astana assegura papel principal na exploração de Kashagan

Tamanho do texto Aa Aa

O governo do Cazaquistão chegou a acordo com um consórcio, formado por grandes petrolíferas ocidentais, para a exploração do campo de petróleo de Kashagan. O Estado cazaque vai ter a maior fatia da estrutura.

O consórcio, formado pela norte-americana Exxon-Mobil, pela francesa Total e pela anglo-holandesa Royal Dutch-Shell vai pagar entre 1,8 e três mil milhões de euros pela participação.

O ministro cazaque da energia, Sauat Mynbayev, apresentou os detalhes do negócio: “Vai haver uma nova empresa a operar esta estrutura. A Eni vai estar encarregue de comandar a exploração até ao fim da fase de produção, mas o controlo vai ser do grupo. Aqueles que já participavam no projecto vão também continuar a participar”.

A exploração de Kashagan vai ter uma produção de milhão e meio de barris diários, com reservas de 18 mil milhões de barris. O projecto está orçado em 93 mil milhões de euros.

O governo de Astana decidiu aumentar para o dobro a participação no projecto e assegurar-se de que tem o papel principal, nesta que é a maior descoberta de petróleo no país dos últimos 30 anos. A exploração de petróleo vai começar só no final de 2011.