Última hora

Última hora

Reino Unido debate doação de orgãos

Em leitura:

Reino Unido debate doação de orgãos

Tamanho do texto Aa Aa

Gordon Brown lançou o debate sobre a doação de órgãos no Reino Unido. Num artigo escrito para o jornal Daily Telegraph, o primeiro-ministro britânico afirma querer criar um sistema de doação de órgãos.

Actualmente, para que os órgãos sejam doados é preciso uma autorização explícita de um indivíduo. Mas para o ministro da Saúde britânico, Ben Bradshaw, o problema é que “90 por cento das pessoas estão de acordo, mas apenas 25 se dão ao trabalho de se inscreverem na organização responsável pelas doações”.

A proposta de Gordon Brown tem por base o princípio utilizado em Portugal e noutros países europeus. Cada indivíduo é um potencial doador de órgãos caso não tenha manifestado em vida a recusa em doá-los.

A filha de Ray Pearson morreu aos 17 anos num acidente de automóvel. Ray sabia que a filha queria dar os órgãos e decidiu autorizar a doação. Mas o princípio proposto por Brown não lhe agrada.

“Acho que com o princípio do consentimento presumível estamos a tirar às pessoas a possibilidade de escolherem”, afirmou.

No Reino Unido, a taxa de doadores é inferior a 15 habitantes por cada milhão. Estima-se que perto de mil pessoas morram por ano à espera de um doador.