Última hora

Última hora

Papa "obrigado" a cancelar visita a universidade romana

Em leitura:

Papa "obrigado" a cancelar visita a universidade romana

Tamanho do texto Aa Aa

O Papa viu-se forçado a cancelar a visita que ia fazer quinta-feira a uma universidade de Roma, embora o comunicado do Vaticano fale apenas num adiamento.
Bento XVI tinha sido convidado pelo reitor da Universidade La Sapienza para participar na cerimónia de abertura do ano académico, o que desagradou alguns alunos e professores. 67 dos 4 500 docentes enviaram uma carta à reitoria, evocando o laicismo da instituição e o discurso reaccionário sobre a ciência que o então cardeal Joseph Ratzinger proferiu em 1990.
Os alunos organizaram várias acções de protesto contra a visita do Papa. Esta terça-feira, ocuparam mesmo o gabinete da reitoria, onde viriam a receber, com aplausos, a notícia da decisão do Vaticano.
Ainda antes de , um professor explicava por que é que o Papa não era bem-vindo…

SOT 1
“Corremos o risco de nos aproximarmos dos Estados em que uma autoridade religiosa ordena aos cidadãos o que devem fazer”

Tal como acontece na classe docente, as opiniões dividem-se entre os estudantes…

“A universidade é laica e o Papa não tem nada para nos dizer”

“Se viesse um rabino ou um imam, reagiríamos da mesma forma? Não há mal nenhum, porque o Papa iria falar aqui, numa igreja. Ele não pretendia falar numa aula de direito. E ele foi convidado”