Última hora

Última hora

Interrogatório do FSB leva Instituto Britânico de S.Petersburgo fecha portas

Em leitura:

Interrogatório do FSB leva Instituto Britânico de S.Petersburgo fecha portas

Tamanho do texto Aa Aa

A crise diplomática entre a Rússia e a Grã-Bretanha parece não ter fim.

Afinal, o Instituto Britânico de São Petersburgo fechou mesmo as portas, pelo menos de forma temporária.

O director do Instituto justificou a decisão pelo facto de os funcionários do instituto estarem a ser interrogados pela polícia russa e de ele próprio ter sido interpelado e quase detido na noite passada.

O ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, David Miliband, diz ser inadmissível qualquer tipo de intimidação ou pressão por parte das autoridades russas aos funcionários britânicos. Quem perde são os cidadãos russos que ficam privados de utilizar o Instituto e também o governo russo que fica com má reputação.

O argumento usado pelo FSB, ex-KGB, para os interrogatórios foi o de ser necessário pedir algumas explicações aos funcionários de forma a poder protegê-los. Proteger de quê? Ninguém esclareceu.

O chefe da diplomacia russa Serguei Lavrov disse entretanto que o Instituto Britânico abriu as portas em São Petersburgo sem qualquer autorização do governo russo, e diz compreender que os britânicos preservem uma memória colonial, mas de qualquer forma não é assim, diz, que se fala com a Rússia.

O responsável pelo Instituto Britânico, espera no entanto reabrir e retomar o normal funcionamento da instituição já amanhã.