Última hora

Última hora

Oposição queniana não se conforma

Em leitura:

Oposição queniana não se conforma

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia queniana dispersou a tiro e a à bastonada centena de manifestantes da oposição que reclamavam o direito de manifestar contra o presidente Kibaki eleito a 27 de Dezembro no âmbito de um escrutínio duvidoso.
Entre os manifestantes há já a registar dois mortos e vários feridos em Kisumu.
O líder da oposição Raila Odinga,
que reivindica a vitória nas eleições presidenciais afirmou que “nada” impedirá os apoiantes de “organizarem” manifestações, até agora sucessivamente proibidas pelo governo.
Também em Nairobi, três membros da oposição foram feridos a tiro pela polícia.
Observadores locais e estrangeiros afirmaram haver inúmeras irregularidades nas Eleições presidenciais de 27 de Dezembro.
A violência desencadeada logo após o anúncio dos resultados eleitorais fez de 700 mortos e 200.000 deslocados.