Última hora

Em leitura:

Kosovo marca presidenciais na Sérvia


mundo

Kosovo marca presidenciais na Sérvia

A iminente declaração de independência do Kosovo marca indiscutivelmente a campanha presidencial na Sérvia e dá naturalmente vantagem na corrida aos ultranacionalistas. Mitrovica, a cidade de maioria sérvia no coração do Kosovo, é o local ideal para um ex-membro do regime autoritário de Slodoban Milosevic ir pregar pela unidade do país.

Foi o que fez, perante 2000 sérvios, Tomislav Nikolic, o favorito das sondagens:

“Estou aqui hoje, entre vós, para vos prestar o meu juramento, independentemente do resultado das eleições: Nunca vos deixarei aqui sozinho. Nunca ficarão sem protecção”.

Fundador do Partido Radical Sérvio, Nikolic está à frente nos estudos de opinião, mas não consegue derrotar o actual presidente, Boris Tadic, na segunda volta.

Os dois homens já se enfrentaram nas presidenciais de 2004.

Mais moderado e conciliador, Tadic não quer contudo nem pensar numa possível independência do Kosovo, mas a União Europeia pode jogar a carta da adesão em troca da soberania do Kosovo.

No fim-de-semana, 6,5 milhões de sérvios começam a escolher nas urnas entre o ultra nacionalismo voltado para Moscovo e uma aproximação ao Ocidente que pode ter um preço muito caro a pagar.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Erika e Prestige: na memória do mundo