Última hora

Última hora

Gasoduto ítalo-russo reforça posição búlgara a leste

Em leitura:

Gasoduto ítalo-russo reforça posição búlgara a leste

Tamanho do texto Aa Aa

Putin conclui grandes contratos energéticos. Em troca, a Bulgária espera reforçar a posição estratégica nos Balcãs e aumentar o peso no mapa energético europeu.

Um acordo de último minuto permitiu a assinatura de um contrato no valor de mil e quatrocentos milhões de euros pela participação da Bulgária num gasoduto que vai ligar a Rússia e o sudeste da Europa.

Trata-se do South-Stream, do projecto italiano ENI e do russo GAZPROM, com um investimento de 10 mil milhões de euros. Este gasoduto vai desprover de sentido o NABBUCO, projecto da União Europeia com o traçado que vem da Ásia Central, contorna a Rússia e passa pela Turquia.

Com o Nabbuco, a União Europeia visava reduzir a dependência energética dos europeus em relação à Rússia, que fornece, actualmente, 25 por cento das necessidades de gás. O concorrente South-Stream poderá entregar até 30 mil milhões de metros cúbicos por ano aos mercados europeus.

A Bulgária também assinou um enorme contrato de quatro mil milhões de euros com o grupo russo Atomstroyexport (controlado pela Gazporm) para a construção de uma central nuclear em Belene, sobre o Danúbio, no norte do país. Trata-se da primeira realização nuclear da Rússia num país da União Europeia. A nova central nuclear deve começar a trabalhar em 2013 e ficar em exploração durante 60 anos.

O projecto russo-italiano permite à Bulgária voltar a ser um grande exportador de electricidade na região, pois tinha perdido essa capacidade com o fecho parcial da central atómica de Koslodouy. A União Europeia pediu o fecho desta central, por razões de segurança, como condição para a adesão da Bulgária a 1 de Janeiro de 2007.

Os acordos assinados provocaram algumas críticas na Bulgária. Os conservadores acham que o governo faz o papel do cavalo de Troia da influência russa na região. Mas não é segredo para ninguém que a Bulgária sempre foi o melhor aliado de Moscovo do tempo do bloco comunista.