Última hora

Última hora

Futuro da Sérvia em relação à Europa decide-se no próximo domingo

Em leitura:

Futuro da Sérvia em relação à Europa decide-se no próximo domingo

Tamanho do texto Aa Aa

Começou a contagem decrescente para as presidências sérvias. Dois candidatos são dados à partida como favoritos: Boris Tadic um moderado pró-ocidental e, Tomislav Nikolic, um ultranacionalista pró-russo.

As últimas sondagens dão uma vantagem ao líder do partido Radical Sérvio, mas apenas de dois pontos percentuais. O Chefe de Estado e candidato à reeleição fez da integração europeia uma bandeira, mas a posição face ao Kosovo poderá dificultar a tarefa.

Para Nicolic a independência da província está, também, fora de questão, defendendo, que é necessário endurecer a posição face às reivindicações dos albaneses maioritários no território.

A campanha do candidato radical terminou no Norte do Kosovo, uma zona de maioria sérvia. A realização das presidenciais não tem sido pacífica, depois dos dirigentes albano-kosovares ameaçarem declarar unilateralmente a independência da província. O escrutínio deste domingo decorre da nova Constituição aprovada em 2006, que reitera a soberania nacional sobre o Kosovo.

A Sérvia escolhe pela primeira vez um presidente desde que se separou do Montenegro. Um país onde o poder do Chefe de Estado tem um carácter, sobretudo, simbólico.