Última hora

Última hora

Vento de pânico varre bolsas mundiais

Em leitura:

Vento de pânico varre bolsas mundiais

Tamanho do texto Aa Aa

As bolsas da Europa estiveram em queda a pique neste início da semana. As dúvidas sobre a economia norte-americana causaram uma segunda-feira negra. O panorama amanhã, em Wall Street, prevê-se difícil, depois do feriado norte-americano de hoje.

Na Europa, os índices tiveram a maior queda diária em mais de quatro anos e meio, com Frankfurt, Paris e Madrid com descidas acima dos 6%.

Explica o analista François Chaulet: “Há preocupações com o crescimento, com a fiabilidade do sistema e com as empresas representadas. O único motor dos mercados é o medo. Às vezes, esse medo transforma-se em pânico. É o que estamos a ver hoje. Há um vento de pânico que sopra nas bolsas”.

O psi-20, da euronext Lisboa, acompanhou as quedas do resto da europa e perdeu cerca de 5,5%, penalizado por fortes quedas no sector bancário, sobretudo por uma queda livre nos títulos do BCP, que perderam um décimo do valor, para os 2,13 euros.

Todos os 20 papéis que compõem o índice fecharam no vermelho. Esta manhã, as bolsas asiáticas fecharam também em forte queda, com o índice de Hong Kong a perder 5,5%.

O euro esteve a caír face ao dólar. A moeda europeia está agora pouco acima de 1,44 USD.