Última hora

Última hora

Trichet afasta corte nos juros

Em leitura:

Trichet afasta corte nos juros

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da crise e da perspectiva de abrandamento económico, tudo indica que o Banco Central Europeu não vai ceder. As taxas de juro na Zona Euro devem manter-se nos actuais 4%. Jean-Claude Trichet, presidente do BCE, foi ao Parlamento Europeu e deu a entender que não haveria um corte no preço do dinheiro: “Em qualquer circunstância, mais particularmente em tempos de correcção e turbulência nos mercados, faz parte da responsabilidade do Banco Central Europeu manter as expectativas de inflação controladas, para evitar uma volatilidade adicional em mercados que já são voláteis.

Trichet reage ao contrário da Reserva Federal. O banco central dos Estados Unidos anunciou terça-feira um corte-surpresa de 75 pontos de base, para os 3,5%. Os juros podem baixar ainda mais, para os 3%, na reunião do fim do mês. Tudo para evitar a recessão.

Já na Europa, é a luta contra a inflação que fala mais alto. Apesar de reforçar a ideia de que há riscos para o crescimento económico da Eurozona, este ano, Trichet prefere manter o preço do dinheiro a um nível suficientemente alto para evirtar novas subidas nos preços. A inflação no grupo dos Quinze ronda os 3%, ou seja, um ponto percentual acima do limite fixado pelo BCE. A próxima reunião do Banco Central é no dia 7 de Fevereiro.