Última hora

Última hora

Independência do Kosovo é "questão de dias"

Em leitura:

Independência do Kosovo é "questão de dias"

Tamanho do texto Aa Aa

“A independência do Kosovo é uma questão de dias”. Quem o diz é Hashim Thaçi, recebido, esta quinta-feira, em Bruxelas. O recém-empossado primeiro-ministro kosovar encontrou-se com o comissário para o Alargamento, Olli Rehn.

Thaçi espera um apoio em massa da União Europeia e dos Estados Unidos, quando o Kosovo declarar a independência. Datas, não avança, mas explica: “Há certos procedimentos que temos respeitar, assim como certas consultas que temos de fazer. Mas o Kosovo está pronto, está unido, e pensamos que a independência será proclamada em Pristina muito em breve”. Hashim Thaçi reuniu-se também o chefe da Diplomacia europeia. Javier Solana garante que não se falou de datas.

Mas outros temas estavam na agenda da visita do antigo líder do Exército de Liberação do Kosovo. Entre eles, a missão civil e de polícia que a União Europeia deverá enviar para a região. Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União devem discutir o assunto na próxima segunda-feira. A missão europeia deverá substituir a força da ONU, que desde 1999 administra a província separatista sérvia.

A declaração de independência do Kosovo não é esperada antes da segunda volta das eleições presidenciais sérvias, agendada para o próximo dia 3 de Fevereiro. A rádio kosovar anunciava, quarta-feira, que a independência será proclamada no dia 6 de Fevereiro.