Última hora

Última hora

Acordo do Gás entre a Rússia e a Sérvia pode pesar nas negociações sobre a independência do kosovo

Em leitura:

Acordo do Gás entre a Rússia e a Sérvia pode pesar nas negociações sobre a independência do kosovo

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia assinou um acordo económico com a Sérvia, no dia em que Vladimir Putin se manifestou frontalmente contra a independência do Kosovo. Também hoje, o chefe de governo kosovar, está em Bruxelas nos últimos preparativos para a declaração de independência.

Com este contrato, a Gazprom, que detém o monopólio do gás na Rússia, passa a possuir 51% da NIS, a congénere sérvia. O contrato faz parte de um acordo económico, onde a Sérvia surge a meio caminho no abastecimento de gás para o sul da Europa através do mar negro.

É a guerra diplomática com a Rússia e a Sérvia a ganharem alguns pontos à União Europeia no que diz respeito às negociações sobre o Kosovo. o presidente Vladimir Putin fez questão de deixar tudo muito claro:“A Rússia é categoricamente contra a independência do Kosovo. A separação do território poderia provocar problemas sérios em todo o sistema do direito internacional e consequências negativas para os Balcãs e para a estabilidade de outras regiões do mundo”.

Com a União Europeia a tentar negociar a independência do Kosovo, a Rússia, aliada da Sérvia toma uma posição dominante. O contrato reforça a dependência da Europa do gás russo. E Moscovo dá um forte apoio a Begrado, numa altura em que o país tenta definir um futuro político mais próximo da União Europeia, ou talvez não.