Última hora

Última hora

Société Générale vítima de fraude de cinco milhões de euros

Em leitura:

Société Générale vítima de fraude de cinco milhões de euros

Tamanho do texto Aa Aa

Jérôme Kerviel faz a manchete de toda a impressa francesa. De acordo com a versão oficial, o corrector da Société Générale é responsável pela fraude de um valor de perto de cinco mil milhões de euros de que é vítima a instituição bancária. Em visita oficial à Índia, o presidente francês tentou acalmar os ânimos, ao dissociar este caso da crise dos mercados internacionais.

Nicolas Sarkozy referiu que “o problema da Société Générale é consequência de uma fraude interna de grande envergadura e não tem nada a ver com o que se está a passar no sistema financeiro internacional que tem origem nos Estados Unidos, com os subprimes.”

A instituição bancária anunciou ter sido vítima de “uma fraude gigantesca” de 4,9 mil milhões de euros à qual se junta uma depreciação de mais de dois mil milhões dos activos do grupo no último trimestre de 2007.

Didier Cornardeau, presidente da associação de pequenos accionistas, afirma que vai fazer tudo “para se assegurar de que os direitos dos accionistas vão ser respeitados” e por isso vai recorrer “à autoridade dos mercados franceses para que um erro desta natureza não volte a acontecer.”

Jérôme Kerviel, corrector da instituição bancária, é de acordo com a versão oficial o único responsável pela fraude, o que tem sido contestado por muitos analistas. As acções da Société Générale estavam em alta esta manhã na Bolsa de Paris.