Última hora

Última hora

Egipto decide manter aberta a passagem de Rafah

Em leitura:

Egipto decide manter aberta a passagem de Rafah

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de palestinianos de Gaza continuam a escapar ao bloqueio israelita através da fronteira de Rafah. Desde quarta-feira que a polícia egípcia tenta em vão conter a vaga de população à procura de víveres, com cordões humanos, canhões de água e centenas de agentes.

O Cairo decidiu ontem voltar atrás na decisão de encerrar a fronteira, depois de escavadoras terem aberto novas brechas na vedação que separa os dois territórios. As autoridades egípcias anunciaram esta manhã que a fronteira vai manter-se aberta para permitir que os habitantes de Gaza se possam reabastecer.

Israel acusa o Egipto de ceder à pressão do Hamas, tendo lançado um alerta para o risco de elementos do movimento estarem a utilizar-se do território egípcio para preparar ataques em solo israelita.

A situação arrisca-se a agravar a fractura entre os dois territórios palestinianos, no entanto o porta-voz do Hamas em Damasco, Khaled Meshal, afirmou-se pronto a aceitar a proposta egípcia de reunir-se com o Fatah no Cairo para discutir a reconciliação entre os dois movimentos.

Numa entrevista, publicada ontem na imprensa egípcia, o presidente Osni Mubarak considerou a situação em Gaza inaceitável, exigindo ao exército israelita que levante o bloqueio imposto ao território em 2006.

O aumento da pressão do Hamas surge no momento em que o Conselho de Segurança das Nações Unidas se prepara para aprovar, na segunda-feira, uma resolução que condena pela primeira vez o lançamento de mísseis Qassam sobre território israelita.