Última hora

Última hora

Obama e Clinton disputam-se na Carolina do Sul para seduzir afro-americanos

Em leitura:

Obama e Clinton disputam-se na Carolina do Sul para seduzir afro-americanos

Tamanho do texto Aa Aa

O duelo entre Hillary Clinton e Barack Obama pela investidura democrata às presidenciais norte-americanas prossegue este sábado no Estado da Carolina do Sul. As sondagens apontam para uma desforra de Obama, depois das derrotas no New Hampshire e no Nevada, face à ex-primeira dama.

O voto da população afro-americana vai ser decisivo na Carolina do Sul onde a comunidade representa 30% da população e metade do eleitorado democrata, até hoje rendido aos Clintons. Ontem em Charleston ou em Columbia, foi rodeado de mulheres que o senador do Illinois falou da necessidade de criar programas de saúde preventiva ou de melhorar o ensino pré-escolar.

Face ao candidato da mudança, Hillary Clinton continua a apresentar-se como a candidata da experiência. A senadora de Nova Iorque tenta o tudo por tudo para cativar a população afro-americana.

Rodeada de figuras eminentes da comunidade negra, Clinton defendeu ontem em Columbia, uma segurança social universal criticando a gestão económica da administração Bush. O marido e ex-presidente Bill Clinton deslocou-se a Spartanburg, para tentar pôr a sua popularidade entre o eleitorado negro ao serviço da esposa.

As primárias deste Sábado são um último teste antes da “super terça-feira” da próxima semana. As primárias vão realizar-se ao mesmo tempo em mais de 20 Estados, permitindo definir finalmente qual dos dois candidatos é o favorito à corrida à Casa Branca.