Última hora

Última hora

Kerviel poderá ser um "hacker"

Em leitura:

Kerviel poderá ser um "hacker"

Tamanho do texto Aa Aa

Entregou-se de livre vontade às autoridades o corretor da Socitée General acusado de fraude. Jerôme Kerviel foi ouvido neste edificio sede da Brigada Financeira e encontra-se agora em prisão preventiva, situação que deve manter até segunda- feira. Numa primeria informação a polícia explicou que o corretor que terá desviado cinco mil milhões de euros, está a colaborar com os investigadores e tem explicado como efectou as operações.

As autoridade estão a agir no âmbito duas queixas, uma deposta por pequenos accionistas por abuso de confiança e outra pela direção do Banco por falsificação de documento e piratagem iformática. Especula-se sobre a possibilidade de Jerome Kerviel pertencer à comunidade internacional de “hackers” profissionais o que a confirma-se servirá a tese oficial de que o empregado da Société General soube como evitar as malhas do controlo.