Última hora

Última hora

Líbano vive dia de luto após morte de seis apoiantes da oposição

Em leitura:

Líbano vive dia de luto após morte de seis apoiantes da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

As sete pessoas que morreram durante os distúrbios de ontem em Beirute foram hoje enterradas. As vítimas eram apoiantes do Hamal e do Hezbolah que tinham participado num protesto de centenas de muçulmanos xiitas contra o racionamento da electricidade.

O exército, que foi chamado a intervir durante a manifestação, anunciou a abertura de um inquérito para identificar o autor dos disparos. A televisão libanesa fala na presença de atiradores furtivos durante o protesto.

O incidente pode pôr em causa a neutralidade do exército – a única instituição que tem resistido à crise política que o Líbano atravessa há catorze meses. Entretanto, o país continua sem presidente.

O general Michel Suleiman deverá ser o próximo chefe de Estado. Mas o processo eleitoral sofre atrasos devido ao desentendimento entre o governo e a oposição pró-Síria liderada pelo Hezbolah.