Última hora

Última hora

Atentado suicida na Argélia é o vigésimo com a marca da Al-Qaida no Norte de África

Em leitura:

Atentado suicida na Argélia é o vigésimo com a marca da Al-Qaida no Norte de África

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade argelina de Thenia foi palco esta manhã do vigésimo atentado suicida no país com a marca do braço local da Al-Qaida. Segundo os media argelinos, pelo menos dez pessoas morreram depois de um suicida ter feito deflagrar uma viatura armadilhada junto a uma esquadra de polícia.

As autoridades locais referem apenas dois mortos, entre os quais três polícias e 23 feridos.

A acção, que não foi até agora reivindicada, poderia ter sido levada a cabo por uma mulher, uma situação inédita, segundo avança a agência espanhola EFE.

O atentado ocorre um dia depois da policia argelina anunciar ter morto um dos cabecilhas da Al-Qaida para o Maghreb Islâmico – a designação desde 2003 do Grupo Salafita para a Prédica e combate.

Abderrahmane Bouzezga era apontado como o responsável do atentado suicida de 11 de Dezembro, contra a sede do conselho constitucional e dois edifícios da ONU em Argel, que provocou 45 mortos.

Desde o início de Fevereiro do ano passado, que as acções atribuídas à rede local da Al-Qaida, provocaram 168 mortos na Argélia, visando as forças de segurança ou interesses estrangeiros.

Numa mensagem em Setembro, Ayman Al Zahawiri, o número dois da rede Al-Qaida, tinha ameaçado atacar-se aos estrangeiros residentes nos países do Norte de Àfrica.