Última hora

Última hora

Desemprego alemão em mínimo de 15 anos

Em leitura:

Desemprego alemão em mínimo de 15 anos

Tamanho do texto Aa Aa

A economia alemã teve boas notícias esta quinta-feira, com a taxa de desemprego a caír para o mínimo dos últimos 15 anos, em valores corrigidos pelos factores sazonais. O número de desempregados caíu em 89.000, mais do dobro do previsto pelos analistas.

No entanto, em valores brutos, os mais seguidos no país, a taxa de desemprego teve uma subida. A taxa sem ajustes sazonais subiu para os 8,7%, em Janeiro, depois de 8,1% no último mês de 2007. A taxa corrigida caíu dos 8,3% para os 8,1%.

Apesar das perspectivas de abrandamento, a economia alemã continua a dar sinais de força. O director do gabinete federal para o trabalho, Franck-Juergen Weise, fala das razões para estes números: “A primeira razão tem a ver com uma conjuntura bastante sólida. A meteorologia também ajudou, com temperaturas agradáveis em Janeiro”.

As encomendas do sector industrial alemão mantêm-se a um nível sólido. O número de novas contratações em empresas como a BMW ajudou também esta melhoria nos números do desemprego.

A maior economia da Europa mantém-se, no entanto, atenta ao que se passa nos Estados Unidos, onde uma recessão este ano pode afectar o crescimento em todo o mundo.

O desemprego tem vindo a descer progressivamente, na Alemanha, ao longo dos últimos dois anos. Os analistas acreditam que a situação vai manter-se boa, pelo menos durante a primeira metade deste ano.