Última hora

Última hora

Economia americana perde 17.000 empregos

Em leitura:

Economia americana perde 17.000 empregos

Tamanho do texto Aa Aa

A economia norte-americana deu mais um sinal de recessão, com o mercado de emprego a caír, pela primeira vez em quatro anos e meio. Os sectores secundário e terciário cortaram, em Janeiro, 17.000 empregos, contrariando as previsões dos analistas, que apontavam para a criação de 80.000 novos postos de trabalho.

Apesar desta contracção, a população activa esteve também a descer, o que fez com que a taxa de desmprego caísse um décimo percentual, dos 5% de Dezembro para os 4,9% em Janeiro.

O único dado positivo no relatório, publicado agora pelo departamento do trabalho, é a revisão em alta dos valores de Dezembro.

As empresas americanas criaram 82.000 novos empregos, em vez dos 18.000 que tinham sido anunciados.

Um mercado de emprego em queda significa uma inflação controlada e um consumo que vai, provavelmente, caír.

Os dados vêem dar razão à Reserva Federal, que começou uma política agressiva de corte nas taxas de juro, para impedir uma possível recessão económica.