Última hora

Última hora

Dimona palco de primeiro atentado suicida palestiniano no espaço de um ano

Em leitura:

Dimona palco de primeiro atentado suicida palestiniano no espaço de um ano

Tamanho do texto Aa Aa

Dois grupos palestinianos reivindicaram a autoria conjunta do atentado que matou uma mulher israelita e fez uma dezena de feridos em Dimona, no sul de Israel.O ataque foi perpetrado por dois bombistas suicidas e lançou o caos numa movimentada área comercial da cidade que alberga o principal reactor nuclear israelita. O primeiro bombista conseguiu fazer-se explodir, mas o segundo foi abatido pela polícia antes de detonar a carga que transportava.

O atentado foi reivindicado por uma facção das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, braço armado da Fatah palestiniana, em colaboração com a Frente Popular para a Libertação da Palestina. A operação foi saudada pelo Hamas e pela Jihad Islâmica, mas condenada pelo presidente da Autoridade Palestiniana e líder da Fatah, Mahmud Abbas, que aproveitou para condenar também as últimas operações militares israelitas esta manhã em território palestiniano.

Israel não era alvo de um bombista suicida desde 29 de Janeiro de 2007, quando um ataque na localidade balnear de Eilat, junto ao Mar Vermelho, fez três mortos.