Última hora

Última hora

Rebelião no Chade ameaça tornar-se num conflito aberto com o Sudão.

Em leitura:

Rebelião no Chade ameaça tornar-se num conflito aberto com o Sudão.

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de N’Djamena acusaram Cartum de estar por detrás dos ataques de grupos rebeldes que duram há dois dias na capital. O exército chadiano afirmou, esta noite, ter feito recuar os grupos de homens armados na capital e da cidade de Adré a Leste de N’Djamena.

Fontes próximas dos rebeldes afirmam no entanto que os combatentes poderão cumprir uma trégua de algumas horas, para permitir a evacuação de civis da cidade.

Até agora o exército francês afirma ter evacuado mais de cinco centenas de cidadãos estrangeiros para o Gabão, entre os quais três portugueses.

Um primeiro grupo de 202 pessoas aterrou esta noite em Paris, proveniente de Libreville.

Os relatos que chegam do Chade falam de combates violentos na capital desde sábado, em especial em torno do palácio presidencial, sitiado pelo exército.

A força aérea sudanesa é acusada de ter participado em algumas acções. Segundo alguns analistas, Cartum pretenderá com a acção atrasar o envio da força de paz europeia para assistir os refugiados do Darfur.

A decisão de Bruxelas está suspensa até quarta-feira. O conselho de segurança da ONU reuniu-se esta noite de emergência, depois de apelar ao fim dos combates e ao início de negociações entre rebeldes e governo.