Última hora

Última hora

Itália prepara-se para novas eleições

Em leitura:

Itália prepara-se para novas eleições

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália vai certamente às urnas em Abril. Toda a imprensa italiana o diz esta terça-feira e o presidente, Giorgio Napolitano, convocou para o fim do dia os líderes parlamentares ao palácio do Quirinale, para discutir a dissolução do parlamento.

O próprio presidente do senado, que não conseguiu a pedido de Napolitano formar o governo de transição para proceder à reforma eleitoral, baixou os braços e avançou mesmo com uma data: “Pronto, votamos”, disse, acrescentando: “No dia 13 de Abril às urnas”.

Franco Marini negociou durante quatro dias com os principais responsáveis políticos, sem resultados. Tal como a classe política, a Itália está dividida entre os que querem com urgência a reforma e os que preferem as eleições. Nas ruas trocam-se opiniões de forma acesa:

“Devíamos mudar a lei eleitoral primeiro, não espero nada de novo, tudo vai ficar na mesma”, diz um homem, que obtém como resposta de uma senhora: “Deus queira que não, a situação tem que melhorar”.

A confirmarem-se as sondagens, na sequência das eleições Silvio Berlusconi poderá assumir de novo a chefia do governo.