Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

A Reserva Federal norte-americana baixou, esta quarta-feira, a sua taxa de juro de referência para os 2%. A medida insere-se na estratégia agressiva da FED de tentar fazer face à actual crise.

Trata-se do sétimo corte desde Setembro. Há seis meses, a taxa de juro situava-se nos 5,25%. Com a redução de 25 pontos base anunciada ao final da tarde a taxa de juro de referência situa-se agora ao mesmo nível de Novembro de 2004.

A entidade máxima da banca norte-americana tenta assim limitar os estragos provocados pela crise do mercado imobiliário e de crédito. Uma crise que começou em Julho e que teve um grande impacto no sector mundial da banca.

O anúncio de mais um corte nas taxas de juro saiu reforçado com a divulgação de um crescimento económico norte-americano superior às estimativas dos analistas.

O Produto Interno Bruto norte-americano cresceu 0,6% nos primeiros três meses do ano, aliviando os receios de recessão na economia dos Estados Unidos.

Para a grande maioria dos analistas, este deverá ser o último corte durante um longo período. Mesmo no seio da própria FED alguns responsáveis mostraram-se contra a última redução levada a cabo pela instituição.

As atenções devem agora voltar a centrar-se nos riscos inflacionistas, causados pela subida dos preços dos recursos energéticos e dos produtos alimentares.

Copyright © 2014 euronews