Última hora

Última hora

Yahoo pode procurar apoio no Google

Em leitura:

Yahoo pode procurar apoio no Google

Tamanho do texto Aa Aa

A direcção do motor de busca na internet Yahoo vai ter que se esforçar para provar que tomou a decisão certa ao rejeitar a proposta de compra por parte da Microsoft.

Muitos accionistas estão descontentes. As acções do grupo estão em queda e teme-se que nos Estados Unidos possam perder entre 20 e 30%, a menos que o director geral do grupo, Jerry Yang, consiga convencer Wall Street que tem alternativas.

Segundo fontes próximas do dossiê, a Yahoo poderá ponderar a hipótese de um gesto de aproximação ao Google com um parceria centrada na publicidade ligada às pesquisas em linha ou então optar por um acordo com a AOL da Time Warner.

Se não for convincente a direcção do Yahoo poderá ter que se confrontar com acções judiciais.

Na Bolsa de Frankfurt, os títulos já perderam esta segunda-feira 20%. Um analista considera que é pouco provável que a Microsoft faça outra proposta.

“Talvez alguém no mercado tente retomar a Yahoo, mas penso que o orgulho da Microsoft foi muito atingido este fim-de-semana e que a Microsoft vai manter-se à margem”, afirma.

A Microsoft desistiu do negócio durante o fim-de-semana depois de não ter conseguido convencer o director geral do Yahoo com um aumento da oferta de 31 para 33 dólares por acção.

Jerry Yang queria 37 dólares; alguns accionistas pensam que deveria ter tentado os 35 dólares.