Última hora

Última hora

Dossier BHV ganha tempo

Em leitura:

Dossier BHV ganha tempo

Tamanho do texto Aa Aa

Ives Leterme está cada vez mais fragilizado. Os deputados francófonos ganharam tempo de debate no Parlamento belga, contrariando, a pressão flamenga durante a sessão extraordinária.

O voto sobre a cisão de Bruxelas-Hal-Vivoorde acabou por ser adiado por 120 dias.

O primeiro-ministro belga diz tratar-se de um momento lamentável para o país e para as relações entre as comunidades. Ives Leterme defende que “o mais importante agora é ultrapassar esta fase e voltar à mesa das negociações para resolver a situação.”

Francófonos e Flamengos não se entendem em relação ao dossier Bruxelas Hal-Vivoorde.

Na última noite, ao fim de várias de horas de discussão, a maioria flamenga aprovou no Parlamento a inclusão de um voto sobre a matéria na ordem de trabalhos do hemiciclo.

Durante a sessão o presidente do Partido Socialista francófono, Elio di Rupo, questionou se os dois grupos linguísticos querem continuar ou não a conviver, adiantando, que caso a resposta seja negativa é necessário assumi-la.

A ser aprovada, a cisão da região Bruxelas-Hal-Vilvoorde deixa do lado flamengo 100 mil francófonos que ficarão privados de votar nos deputados da sua comunidade linguística.

O voto no parlamento ameaça mergulhar a Bélgica numa nova crise política após o impasse de nove meses que se seguiu às legislativas de Junho.