Última hora

Última hora

Futuro da Sérvia vota-se no domingo

Em leitura:

Futuro da Sérvia vota-se no domingo

Tamanho do texto Aa Aa

Campanha eleitoral na Sérvia terminou quinta-feira, com as três principais candidaturas à conquista dos indecisos. No úmtiomo comício, o presidente Boris Tadic, do Partido Democrático, defendeu a integração na União Europeia, mas prometeu também defender o Kosovo: “Vamos escolher o novo primeiro-ministro, escolhido pelo povo, o homem que vai defender o Kosovo, o homem que vai defender comigo o caminho para a União Europeia”, disse.

Uma tarefa difícil, para Tadic. As sondagens colocam-nos em segundo lugar, com 33 a 34 por cento das intenções de voto. Longe, portanto, de uma maioria absoluta.

Na frente está o Partido Radical Sérvio, de Tomislav Nikolic. Com a simpatia de Moscovo, promete lutar pelo Kosovo, nem que seja nos tribunais. “A questão do Kosovo é do foro criminal”, disse, num tempo de antena televisivo.

Lidera as sondagens, por escassa margem – 35 por cento, apenas mais um ponto que Tadic.

Mas pode resolver essa questão, coligando-se com o partido do primeiro-ministro cessante. Worislav Kostuniza pode obter 13 por cento dos votos. E também ele radicalizou a questão kosovar.

“Nós nunca vamos desistir do Kosovo. Eu promete-vos que nós nunca vamos desistir do Kosovo e nunca desistermos da Sérvia”, garantiu, emtom inflamado.