Última hora

Última hora

Kremlin comemora final da guerra com demonstração de força

Em leitura:

Kremlin comemora final da guerra com demonstração de força

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo voltou a celebrar esta sexta-feira a vitória sobre as forças da Alemanha nazi, conseguida em 1945. Uma cerimónia militar como há muito não se via na praça vermelha. Antes de terminar o seu mandato como presidente, Vladimir Putin ordenou ao exército que voltasse a exibir tanques e mísseis, à velha maneira soviética.

O recém-empossado presidente Dimitri Medvedev prestou homenagem aos quase 27 milhões de soviéticos mortos na segunda guerra mundial.

No seu discurso, o novo chefe de Estado fez alusão às actuais tensões entre Moscovo e Tbilissi, sublinhando ainda que o 9 de Maio será sempre um símbolo do “heroísmo e da unidade”, na luta contra o fascismo.

Desde 1990, um ano antes da queda da União Soviética, que o Kremlin não fazia desfilar na capital armamento pesado. Para além das mais de 100 peças militares, estiveram presentes representantes dos diversos ramos das forças armadas do país, que são compostas por cerca de um milhão de efectivos.