Última hora

Última hora

Missão da UE tenta aclamar tensão entre Rússia e Geórgia

Em leitura:

Missão da UE tenta aclamar tensão entre Rússia e Geórgia

Tamanho do texto Aa Aa

A Geórgia recebe, na próxima segunda-feira, uma missão ministerial da União Europeia (UE). Os chefes da diplomacia da Suécia, da Polónia e a Lituânia, liderados pelo seu homólogo Dimitrij Rupel, da Eslovénia, que assume a presidência rotativa da União, vão tentar apaziguar a tensão entre Tbilissi e Moscovo.

Tensão que aumentou no início de Abril, quando a NATO deu o seu aval à adesão futura da Geórgia à Aliança Atlântica. E que subiu de tom quando, em meados de Abril, a Rússia anunciou um reforço das relações económicas e políticas com as repúblicas separatistas georgianas da Abecássia e da Ossétia do Sul.

No passado dia 1 de Maio, Moscovo enviou várias centenas de soldados suplementares para a Abecássia, oficialmente como reforço das forças de manutenção de paz na região. Desde o cessar-fogo de 1994 que, sob os auspícios da ONU, os soldados russos patrulham a fronteira entre a Abecássia e a Geórgia.

A Rússia e a antiga república soviética acusam-se agora mutuamente de prepararem uma ofensiva militar. Na quinta-feira, o presidente georgiano, Mikhail Saakachvili, afirmou mesmo que a Rússia e a antiga República Soviética tinha estado “próximas” de uma guerra.