Última hora

Última hora

Balanço de vítimas na China eleva-se para 12 mil mortos

Em leitura:

Balanço de vítimas na China eleva-se para 12 mil mortos

Tamanho do texto Aa Aa

As primeiras equipas de socorro chegaram ao epicentro do sismo no sudoeste da China. Antes de lá chegarem, o último balanço provisório fornecido pelas autoridades dava conta de pelo menos 12 mil mortos. O número pode subir à medida que decorrem as operações de resgate. Não há números totais sobre os desaparecidos, no entanto não se sabe o paradeiro de dois portugueses que estavam na região do sismo e de 15 turistas britânicos.

Pelo menos oito regiões do país foram afectadas pelo sismo de magnitude 7.9 na escala de Richter, que sacudiu também algumas zonas do Vietname e da Tailândia.

O primeiro-ministro Wen Jiabao admitiu que a situação é pior do que se pensava e pediu ajuda à comunidade internacional.

De acordo com a agência estatal chinesa – a Xinhua -, não foi fornecido qualquer balanço por parte das autoridades locais dos três municipios mais próximos do epicentro no distrito de Wenchuan. No total, as três localidades somam 24 mil habitantes.

Quanto ao cantão de Wechuan, o epicentro do sismo, aí viviam 112 mil pessoas. As equipas de resgate tentam chegar à zona isolada a pé.

O sismo de ontem é já considerado como o pior dos últimos 30 anos.

Em 1976, um tremor de terra em Tangshen matou quase 150 mil pessoas.